Já imaginou não ter que tirar o dente devido uma cárie? Saiba como

Saúde bucal durante a gravidez
15 de fevereiro de 2016
Extração de dente: O que pode e o que não pode após a cirurgia?
15 de abril de 2016

Já imaginou não ter que tirar o dente devido uma cárie? Saiba como

Uma cárie dentária pode ser parado, invertido, ou evitado sem ter que passar pelo processo de obturação. uma técnica tradicional que tem dominado a medicina dentária durante décadas.

Higiene oral preventiva pode reduzir as obturações no tratamento de cáries dentária

higiene_oral

Os resultados do estudo de sete anos, publicado recentemente no Community Dentistry and Oral Epidemiology, mostram que a necessidade de obturações foi reduzida entre 30 a 50 por cento através de higiene oral preventiva.

Segundo o autor do estudo, o Professor Wendell Evans da University of Sydney, esta pesquisa sinaliza a necessidade de uma grande mudança na forma como a cárie dentária é gerido por médicos dentistas.  Considera que a medicina dentária  na Austrália precisa mudar,  o estudo mostra que uma abordagem preventiva tem grandes vantagens em comparação com a prática atual.

“Durante muito tempo, acreditou-se que a cárie dentária era um fenômeno de rápida progressão e que a melhor forma de trata-la  era  identificar a cárie precocemente e remove-la imediatamente,  restaurando o dente com um material de enchimento – esse processo é por vezes referido como “obturação e enchimento”.

“No entanto, 50 anos de estudos têm mostrado que as cárie não são sempre progressivas e que se desenvolvem mais lentamente do que se acreditava anteriormente. Por exemplo, leva uma média de quatro a oito anos para cárie passar do esmalte para a dentina.

Professor Wendell Evans e sua equipe desenvolveram o “Caries Management System” (CMS) – um conjunto de protocolos que cobrem a avaliação do risco de deterioração, a interpretação de raios-X dentário e tratamento específico de cáries precoces (cáries que ainda não são uma cavidade).

O tratamento CMS ’Sem obturação’ envolve quatro aspectos:

1. A aplicação de alta concentração de verniz com flúor  nos locais de cárie precoces

2. Atenção às técnicas de escovagem dos dentes em casa

3. Restrição de comer entre as refeições e de  bebidas com adição de açúcar

4. Monitorização de Risco específico M./ul>

“O CMS foi testado pela primeira vez em pacientes de alto risco no Hospital de Westmead, com grande sucesso, mostrou que a cárie precoce pode ser parada e invertida, e que a necessidade de obturação e enchimento foi drasticamente reduzida.
Um dente só deverá ser obturado quando a cavidade já é evidente”. comentou o Professor Evens

O tratamento CMS foi depois testado em clínicas dentários  em New South Wales e Australian Capital Territory. O Programa Monitor de Prática (MPP), financiado pelo Conselho Nacional de Saúde e Pesquisa Médica da Austrália (NHMRC), confirmou que depois de sete anos, o risco de cárie foi substancialmente reduzido entre os pacientes do CMS e a sua necessidade de obturações foi reduzida de 30 a 50 por cento em comparação com o grupo controle.

Fonte : Universidade de Sydney, Austrália

Artigo original: clique para aceder “No-drill’ dentistry stops tooth decay.” 

Fonte: http://bit.ly/1M39Z2D